Social icons

olá junho

03 junho 2019

E o adeus todos os outros meses antes deste. Um adeus carinhoso, feito de coração cheio. Os primeiros meses do ano foram um verdadeiro rodopio. O ano arrancou com a preparação de uma grande viagem — esta que acabou por acontecer entre Março e Abril — duas idas ao Porto, muitos brunches e jantaradas, muitas partidas e chegadas, uma ida a Londres by myself e toda uma casa para montar, arranjar e arrumar. É. Os primeiros meses do ano foram uma agitação de (sobretudo) coisas boas. E apesar de afastada, este blog continua a ser o sítio onde mais faz sentido partilhar tudo. E por isso, hoje, quero voltar. Aqui. A vocês. Com calma e com tudo.


Este continua a ser um projecto muito querido e que continua a representar o meu escape. Sempre que viajo, ou fotografo, ou conheço um sítio novo, acabo por pensar neste cantinho da internet e em quanto vocês gostariam de estar onde estive, ver o que vi ou conhecer os sítios que conheci. E, invariavelmente, acabo sempre por receber um série de mensagens a pedir dicas de um sítio, sugestões de restaurantes ou roteiros de viagens. A ser-vos sincera: esses são mesmo os tópicos que mais gosto de abordar aqui no blog. Por isso hoje, domingo, damos as boas-vindas a junho e a este regresso ao blog...

Este mês — tal como qualquer outro, na verdade — é o mês perfeito para recomeçar. E por isso hoje relembramos alguns dos melhores momentos deste ano que já vai a meio e revelamos assim um pequeno amouse bouche dos artigos que estão para chegar ao blog...


Entre mudanças, caixas, caixotes e caixinhas, houve tempo para voltar a alguns museus que tanto gostamos, visitar colecções que há muito ansiávamos ver e descobrir exposições que, de forma inesperada, se implementaram mesmo à porta de casa.


No início do ano, talvez um pouquinho mais do que agora, houve ainda espaço para conhecer muitos sítios bonitos e deliciosos que iam abrindo na cidade. Aproveitava as folgas e manhãs de descanso (e o facto de a mana ainda não estar com horários fixos) para fazer os nossos roteiros gastronómicos. Um dos sítios que mais gostámos de conhecer? O Cherrie Paloma, em Santos. É óptimo...


Um dos highlights deste ano teve início no final de março e acompanhou a entrada de abril. Parece que foi ontem e, ao mesmo tempo, sinto que já passou uma eternidade. A viagem começou pela Argentina, onde estivemos a conhecer Buenos Aires — uma cidade que ficou com um bocadinho do meu coração e onde quero voltar muito em breve.


De lá seguimos para Santiago do Chile e depois, já com o grupo todo reunido, voámos para Calama. Foi onde fizemos as excursões que mais me iriam marcar e a experiência no deserto foi única. Uma preparação autêntica para aquilo que viria a seguir...


De autocarro seguimos para a Bolívia e lá encontrámos um país super pobre, em termos de bens materiais, mas riquíssimo no que toca a paisagens e belezas naturais. Um pequeno paraíso virgem na terra e a prova viva de que, para o ser (um paraíso, diga-se), não precisa de praias de areia branca e mar turquesa. Não. Pode ser um paraíso de lagos espelhados, montanhas que parecem pinturas, flamingos e as noites mais puras e bonitas que alguma vez vimos.


O final do passeio pela Bolívia foi no Salar de Uyuni, o maior salar do mundo, que foi também fundamental para tornar esta experiência ainda mais especial e inesquecível. Seguimos depois de avião, com partida na capital mais alta do mundo, para Cusco, que seria a nossa próxima localização dos dias seguintes...


Estaríamos por lá alguns dias para deixar o nosso corpo aclimatizar-se à altitude pois seria de Cusco que partiríamos para a tour da Rainbow Mountain e da tão esperada tour do Machu Picchu. E Cusco foi tudo aquilo que não imaginava — e ainda bem! — porque foi melhor. Mais bonito. Mais carismático. Mais pitoresco. Mais saboroso. Foi a minha cidade favorita de toda a viagem...


A excursão do Machu Picchu encerraria a aventura pela América do Sul e quando chegámos a Lima íamos com o coração cheio e sensação de "dever cumprido". Tudo correu como esperado. Ou talvez melhor ainda. O planeamento foi meticuloso e por isso tenho muitas (mas mesmo muitas!) sugestões e dicas para partilhar convosco.


E para que não pensem que os meus roteiros gastronómicos ficaram em segundo plano neste viagem (...) vejam como foi rica a experiência por terras latinas do outro continente? Uma mão cheia de sítios incríveis e pratos deliciosos que vocês vão adorar conhecer e, quiçá, tirar notas para uma próxima viagem por aqueles lados?


Depois de mais de vinte dias fora, voltar ao trabalho não custou nem um bocadinho. Aliás, arrisco-me a confessar que já tinha saudades da rotina do aeroporto. Tive a oportunidade de, em Abril, voltar a Sevilha por duas vezes e talvez por ter coincidido com a Páscoa, a experiência foi inesquecível.


Este ano já voltei ao Porto duas vezes. Uma delas super bem acompanhada com a amiga Marisa e uma outra, feita na base do improviso, em que aproveitei um dia de folga para ir ao Porto almoçar uma francesinha. E assim foi. Uma ida super relâmpago a uma das minhas cidades favoritas e aproveitei o impulso do almoço repentino para marcar também uma viagem super inesperada. Os planos apontavam voar para a Madeira mas as trocas da vida fizeram-me querer voltar a...


Londres! Outra das minhas cidades favoritas e que já não era visitada por mim já há quatro anos. E, oh!, quatro anos passam mas a magia continua lá. Com sorte, tive quatro dias cheios de sol e calor e o arranque de Maio não podia ter sido mais doce.


Foi a minha primeira viagem para fora do país a solo. E a experiência não podia ter sido mais incrível. Para além do sol maravilhoso que me brindou a passagem por terras de nossa Majestade, conheci pessoas incríveis por lá. As maravilhas do instagram... Portugueses que vivem em Londres, que me seguem pelo instagram, que tinham tanto para partilhar, para me mostrar. Foi uma viagem inesquecível. 


Regressei de coração cheio e com uma mão de coisas para vos mostrar e partilhar. Escusado será dizer que o roteiro de Londres será actualizado em breve e que vocês irão querer acompanhar tudo, estou certa... 


Por último, e para marcar este regresso ao blog com pompa e circunstância, um evento que teve lugar em Marvila, no fim do mês de Maio, que revelou um projecto ímpar e surpreendente. Em breve partilharei tudo pelo blog, nada temam!

E agora que estou de volta — com entusiasmo e tanto para partilhar! — espero continuar a ver-vos desse lado. Porque sem vocês nada disto faria sentido.

bem-vindos de volta & obrigada por todo o carinho

2 comentários

  1. Essa vida preenchida, e tão bonita! As fotos da tua viagem deu-me imensa vontade de viajar, inspirou-me tanto que já estou a programar uma!! Estou a pensar fazer um interrail pela Europa leste...
    Que máquina levaste para a tua grande viagem?
    Quero mais fotos das tuas viagens e rotinas também, são tão confortantes, deliciosas e inspiradoras! Eheh

    Beijinhos, Sara!

    ResponderEliminar