Social icons

PRADO | MERCEARIA

28 novembro 2018

Uma das lojas mais bonitas de Lisboa. Agora que o inverno vai dando o ar da sua graça — e, convenhamos, conseguimos sempre encontrar algo de bom no inverno — começa a apetecer ir ao encontro de sítios aconchegantes, que sirvam de refúgio perfeito para as tardes mais cinzentas. Além do mais, agora que falta cada vez menos para o Natal, é sempre bom partilhar sugestões de lojas diferentes, com assinatura nacional. É o caso desta mercearia, que hoje vos trago aqui pelo blog.



O ritmo em Novembro e Dezembro parece ter acalmado. Os voos são mais espaçados e a escala está mais leve, o que me permite organizar e aproveitar as folgas para fazer aquilo que mais gosto. Que é, no fundo, comer e fotografar. Ou fotografar e comer. É um bocadinho mais por esta ordem. Consegui voltar ao Porto, cidade do coração, mas hoje é Lisboa que merece destaque e tenho um espaço maravilhoso para vos apresentar, na possibilidade de ainda não o conhecerem...






Fica na Rua Pedras Negras, perto da Sé de Lisboa, numa transversal à Rua da Madalena. A rua, pequenina, não é por si passagem assegurada nos roteiros mais turísticos, mas com a abertura deste espaço e do restaurante homónimo, o Prado passou a ser ponto de visita obrigatória nas minhas idas a Lisboa. E tenho a certeza que vos vai cativar e que vão começar a fazer um desvio estratégico por lá. Então agora que se aproxima o Natal, este será certamente um sítio privilegiado para comprar algum miminho mais especial. 




A atmosfera quente e familiar sente-se ainda antes de entrarmos na loja. Os legumes e frutas, repletos de cores e texturas, encontram-se em cestas de vime e são como um cartão de visita, que nos obriga — mais que não seja — a parar e olhar. Só então vemos as montras grandes e envidraçadas, com artigos de outros tempos que foram restaurados para os dias de hoje e que desejamos ter em casa, nas nossas salas e cozinhas. E aí já não há volta a dar; temos que entrar. E quando entramos...



O mosaico hidráulico, em tons de verde, contrasta na perfeição com a luz que ilumina as bancadas toscas. São vários os elementos que nos chamam a atenção. A grande estante com cereais, leguminosas e especiarias a granel, mesmo em frente à porta, cativa-nos de imediato. Realça o padrão do chão e remete-nos para as mercearias de outros tempos, exactamente como o grande balcão corrido, de madeira escura, repleto de compotas, queijos e charcutaria, vinhos e outras iguarias, que nos leva a contornar a sala e perdermo-nos um bocadinho pela oferta. Junto à caixa, lá ao fundo, encontramos produtos nacionais, um pouco de todo o país — como é o caso dos produtos algarvios, de figo, mel e amêndoa, que tive que trazer para casa.






Com uma selecção de produtos exclusiva e requintada, aqui podemos encontrar de tudo um pouco, desde mercarias, artigos que são ideais para oferecer — como chás ou chocolates — ou até mesmo peças de decoração bem tradicional, muito portuguesa. É que a alma lusitana e aquele gostinho a casa da avó são muito a base daquilo que sentimos quando estamos neste espaço. Peças de Bordallo, arranjos de flores secas, colheres de pau e um cheirinho a bolos caseiros. É esse o retrato do Prado. Por lá contem encontrar o melhor de Portugal numa amostra aprimorada e que vos vai deixar, sem dúvida, com muitas ideias de prendas de Natal. Além disso, todo o conceito do espaço prima por proteger o ambiente; é por isso que os sacos são de papel, podem levar os próprios frascos para encher com produtos e não há fita cola — há guita ou cordel para embalar. 

Saciem a curiosidade. Passem por lá e digam-me o que acharam. Aproveitem e provem uma bolachinha com um café na mesa junto à janela. É um charme...


Rua Pedras Negras 35
Segunda a sábado
Das 10h às 20h

1 comentário