Social icons

maio

02 maio 2018

Olá Maio... Vais ser um mês em cheio — tenho a certeza! O primeiro de maio, que para a grande maioria é dia de descanso foi, para mim, "o" verdadeiro dia do trabalhador. Se a um de março tive o meu voo de observação depois de terminar o curso inicial, foi no dia um de maio que tive o meu voo de largada. E não podia ter sido mais inesquecível. E quero contar-vos tudo, tudo! Para já, relembramos o mês de abril e é entre despedidas que damos as boas-vindas ao novo mês.


Percebi o seguinte: sempre que quero relembrar uma ocasião especial, uma data, um passeio, um acontecimento, dou comigo a rever o arquivo das histórias do instagram. Uma modernidade dos dias de hoje, bem sei. Mas a verdade é que não conheço melhor diário gráfico do que aquilo que vou partilhando por lá. Partilho do coração — e só o que é bonito de partilhar — mas faço-o de forma imediata e genuína. Muito mais do que as próprias publicações no feed, que acontecem quase sempre em formato throwback e raramente representam o momento em que são publicadas.


Através dos poucos segundos de história que partilho abro um bocadinho a janela daquilo que é o meu dia-a-dia. Cinco segundos das minhas manhãs, dois segundos de trabalho, outros cinco segundos do treino e ginásio, dez segundos dos restaurantes que visito, dos amigos que partilham (muito mais do que os) quinze segundos do meu serão, dos sítios novos que conheço. Tudo resumido em imagens bonitas e poucos segundos. Mas esses "segundos" carregam em si memórias de uma vida e o mês de Abril foi particularmente rico em "vida".


Foi a Páscoa, para arrancar bem o mês. Foi o passeio maravilhoso por Sintra, pelo Challet da Condessa, pelos trilhos equestres e estufas lindas. Abril foi o retomar do ginásio e foi mês de muita chuva e de muito arco-íris, que não me lembro de ver tantos arco-íris seguidos. Foi mês de passear por Lisboa, de conhecer restaurantes novos. Foi um mês de sushi e de pizza — muita pizza!


Foi o mês em que percebi que a escolha que tinha feito ia, sem dúvida, mudar a minha vida. A minha rotina, a minha maneira de estar e, no fundo, tudo aquilo a que me tinha proposto a mudar. Foi um mês em que comecei a encarar o 'fazer as malas' com outra naturalidade e isso acabou por impulsionar também, ainda que devagarinho, o regresso aqui aos posts no blog (podem espreitar um dos mais lidos por aqui).


Abril foi mês de 'voltar às aulas' e de conhecer pessoas novas. Revi tudo aquilo que aprendi no curso inicial de tripulante e apliquei, agora com vista da profissão, todos os ensinamentos. Assumi que ser tripulante de cabine é mesmo o que quero fazer por agora e — apesar da desilusão massiva que tive no final de março — abril foi o mês que me fez levantar novamente e olhar em frente. De uma forma ou de outra, vou chegar sempre a bom porto. Ou, neste caso, a boa pista.


E como nada se faz sem sacríficio, Abril foi aquele mês que me obrigou a passar uma manhã inteirinha a ser picada. Eu odeio agulhas, fica já aqui a nota. Odeio. Então para fazer análises clínicas...morro um bocadinho por dentro. Uma vergonha. Mas em abril sabia que tinha que ser determinada e provar-me mais forte do que julgava. Por isso houve uma bela manhã em que toda eu passei por análises clínicas, uma vacina do tétano e uma da febre amarela [...] já não tinha mais braço para ser picado. O drama e o horror passaram, como passa tudo na vida aliás. E segui caminho acompanhada das melhores pessoas e com toda a determinação do mundo.


Para compensar, foi também um mês caprichado de passeios. Voltei ao melhor sushi do mundo, na Ericeira — a sério, têm mesmo que conhecer o sushi do Brunch Me — e fui com a mana conhecer um novo espaço em Arroios. Chama-se Mabiche e é só das melhores pizzarias que conheço em Lisboa. Por tudo; pelo espaço, pelo serviço, pelo atendimento amoroso e pelas pizzas deliciosas. Estes foram, sem dúvida, dois dos momentos áureos do mês.


Foi um mês, em certa parte, de equilíbrio. Dias passados no conforto e aconchego de casa, dias passados a trabalhar e outros dias passados a laurear. Tão depressa estava em modo "let's stay home", com camisolas largas e meias de agasalho como estava emperiquitada em saltos, desfilando aeroporto fora. E se antes vos tinha mostrado dois momentos de ouro de abril, o terceiro lugar teria que ser ocupado — sem sombra de dúvida — pelo babyshower da minha Joaninha, a ilustradora mais querida que conheço, colega de faculdade e amiga de sempre. Vai ser mamã e nós ainda nem conseguimos acreditar. Uma coisa é certa: o Leo vai ser o menino mais sortudo e nós, as tias emprestadas, vamos adorar recebê-lo.


Foi também em Abril que voltei a participar em alguns eventos de imprensa e blogs. Há séculos que não ia a nenhum e só este mês fui ao lançamento do Fox&June, na Casa C'Alma, um espaço lindo, lindo! Fui também conhecer as novidades GAP no renovado último andar do El Corte Inglés. Descobri as novidades de verão da Philips num apartamento super giro em Santos. E ainda fui conhecer os novos lançamentos da Avène para o Verão, no tão afamado Amélia Lisboa. Só coisas boas, hein? Falarei delas todas a seu tempo, aqui no blog...


Por último, mas não menos importante: o adeus a abril e o primeiro de maio, já com contrato assinado, vestida de vermelho, lenço ao pescoço e um friozinho nervoso na barriga. Foi assim que recebi o quinto mês do ano e (apesar dos dissabores de março), posso dizer que ainda 2018 não vai a meio e eu já sou mil vezes mais feliz do que aquilo que era há seis meses atrás. E isso é bom. Aliás, isso é óptimo!


Por isso, fiquem desse lado. Tenho o coração a transbordar de contentamento e uma mão cheia de coisas para partilhar. Saibam também que a janela para as coisas boas do meu dia-a-dia se encontra sempre aberta para vocês, basta que me sigam por aqui.

E agora contem-me tudo: gostam deste formato de review? Como foi o vosso mês de abril e que pensam fazer em maio?

4 comentários

  1. Sara, resulta muito bem este formato. Apesar de te seguir religiosamente pelo instagram, ver de novo aqui no blog dá-nos uma leitura diferente do que foste partilhando.
    Boa sorte para a tua nova etapa. Importa dizer que desde que viajei pela primeira vez de avião que secretamente me imagino constantemente a bordo, em trabalho. Por isso, Sara, conta-nos lá como está a ser isso! Que tenho a curiosidade aguçada.

    ResponderEliminar
  2. amei esse formato com os stories. aliás, que stories lindos né ♥ e fico muito feliz pelas novidades, novas experiências. muito sucesso pra você! super merece :)

    ResponderEliminar
  3. Adorei o formato deste post e as fotografias :) Espero que Maio seja tão cheio de vida como Abril :)

    ResponderEliminar