Social icons

summer postcards #3

10 setembro 2017

Salmora, live kitchen & bar. O retrato de um jantar memorável e um dos restaurantes que saltou, desde o primeiro momento, para o topo da lista de favoritos. Hoje falamo-vos do Salmora, um espaço giríssimo em Vilamoura, que muito nos surpreendeu e muitas saudades deixou. Se estão pelo sul têm mesmo que passar por lá. Se não estão [...] não se preocupem porque em breve haverão novidades deliciosas!


Fica na Rua do Clube Náutico, bem pertinho da Marina de Vilamoura, e é uma lufada de ar fresco; num Algarve cansado dos sítios de sempre e saturado pelas ofertas meramente direccionadas a turistas, o Salmora Live Kitchen & Bar resulta na combinação perfeita entre um espaço trendy, descontraído e acolhedor com um cozinha de excelência. Fomos conhecê-lo nos nossos dias passados a Sul, em Agosto, e queremos partilhar toda a experiência convosco. 

Só assim numa de vos abrir o apetite...




salmora

À primeira vista este é um espaço muito low profile (para o registo de Vilamoura, claro). Não tem néons a piscar nem menus escritos em inglês com letras garrafais na porta. Em vez disso tem uma esplanada muito agradável à entrada que é o primeiro cartão de visita.

Falemos então — e antes de mais — do ambiente Salmora. O restaurante desenvolve-se em várias áreas que servem diferentes propósitos. Assim que entramos temos uma zona lounge, com o cocktail bar logo a seguir. Mesas altas, perfeitas para tomar um cocktail a dois, ao final do dia ou a meio da noite. Para além da esplanada agradável à entrada existe ainda um pátio de inverno muito acolhedor no interior do espaço.




Ao centro — e com grande destaque — temos a cozinha e toda a sala se desenvolve em redor da mesma. À partida, o espaço parece pequenino mas assim que vamos entrando apercebemo-nos rapidamente que é bastante amplo, com várias tipologias de mesas, o que torna este restaurante igualmente perfeito para um jantar a dois ou em grupo.

A decoração constrói-se através de contrastes e misturas, o que resulta num ambiente descontraído e muito interessante. Temos mesas altas em mármore, outras baixas em madeira. Tanto temos apontamentos tropicais como encontramos peças mais industriais — mas sempre muito bem conjugados. Além do mais, um dos aspectos criativos mais divertidos do conceito Salmora é que a decoração varia estação após estação. Agora, no verão, a lounge está repleta de plantas, folhas e ananases!


  


cocktail bar

O nosso ponto de partida, daquela que viria a ser uma experiência gastronómica deliciosa, foi no cocktail bar à entrada. Conhecemos o Fred, o mestre por detrás daqueles cocktails deliciosos, que depressa nos fez sentir à vontade e muito nos divertiu com a sua perícia de bartender. Seguimos as suas sugestões — porque nestas coisas gostamos sempre de seguir quem percebe do assunto — e eu pedi um cocktail de frutos vermelhos e ele um white lady. Ambos estavam deliciosos*...

*Estavam tão deliciosos que voltámos lá outra noite, só para levar os amigos a beber um cocktail after dinner no Salmora.




live kitchen

Este é o conceito-chave do Salmora. Tanto na esplanada como na cocktail lounge é possível assistir à confecção dos pratos em tempo real, já que as câmara instaladas na cozinha nos permitem acompanhar todo o processo. É diferente, é original e é divertido. Nós tivemos o privilégio de nos sentar mesmo junto à cozinha então sentimo-nos quase como se estivéssemos na primeira fila de um espectáculo. Nunca tinha estado num restaurante onde a proximidade com a cozinha fosse tão privilegiada, então deliciei-me a observar. Simplesmente observar. Ver como é a gestão e organização de uma cozinha de topo, como a equipa se organiza e como o Chef a lidera, como se fosse um maestro. Este é um dos pontos altos da experiência, sem dúvida.

 


Bebemos o nosso cocktail e seguimos então para a mesa que nos estava reservada. Deixámos a refeição ao cuidado do Chef, com a certeza porém que nos iríamos deliciar e surpreender com as suas sugestões. Em certa medida, este foi um jantar de descobertas. À medida que os pratos iam sendo servidos o Chef vinha fazer-lhes introdução.

Assim sendo, depois de petiscar o couvert — constituído por um cestinho com variedade de pães, manteigas aromatizadas e umas azeitonas óptimas — avançámos para as entradas. Começámos pelos cones de tártaro de atum com maionese de wasabi e seguimos para o tiradito de salmão curado com aji amarillo, guacamole e molho de iogurte. Tudo, como podem imaginar, soberbo.

 



A refeição continuou com um prato de peixe e um de carne. Provámos então aquele que viria a ser o nosso preferido da noite, pela originalidade e composição — para além de ser super delicioso. Falo-vos pois da açorda verde de amêijoa com ovo bt e migas crocantes que era absolutamente divinal. Sem demérito para o corte de carne salmora, acompanhado com batatas fritas e chips de batata doce. Cozinhado au point, com um sabor a fumado e servido com um calmo muito saboroso. Nota dez!




Para fechar com chave de ouro: a sobremesa. Disseram-nos que esta seria a especialidade da casa e nós conseguimos facilmente entender porquê. A tarte de maçã quente com gelado de iogurte era absolutamente indiscritível. Texturas, temperaturas e sabores — tudo no sítio certo.

O Salmora Live Kitchen & Bar é um sítio especial. Os cocktails são deliciosos e a ementa é surpreendente. O ambiente é único e tudo ali é pensado com cuidado, desde a decoração à playlist. Se estiverem pelo Algarve não deixem de passar por lá, para uns petiscos ao final da tarde, um jantar especial ou um cocktail a meio da noite. 

Agora, de regresso em Lisboa, já só desejo que o Salmora se mudasse para aqui...

3 comentários