Social icons

summer postcards #2

08 setembro 2017

Os vinte e seis & o passeio por Lagos. Depois daqueles dias gostosos em Tavira, no dia do meu aniversário resolvemos ir dar uma voltinha por Lagos. Há anos que não ia lá e confesso que andava desejosa de passear pela zona histórica e rever as praias bonitas daquela zona do Algarve. E assim foi, entre um pequeno-almoço caprichado e personalizado pela melhor fazedora de festas e um jantar no sítio do costume, partilhamos convosco as memórias daquele passeio a sul.


Doze de Agosto. Pico do verão. Talvez não tenha sido a melhor altura para visitar um sítio que eu sabia, à partida, que iria querer conhecer e fotografar tudo. As praias estavam cheias de famílias e grupos de amigos, numa ode àquilo que um verão bem passado deve ser. Adorei rever a Praia da Dona Ana e explorar as pequenas grutas e esconderijos. Mas fiquei com aquele sabor doce-amargo de querer voltar lá, talvez no outono, para fotografar um nascer ou pôr do sol. Voltaremos...





O mesmo se passou com a zona histórica da cidade. Ruas lindas, fachadas incríveis e recantos que adoraria, de certeza, explorar com mais calma e atenção. Mas entre os muitos turistas que por lá passeavam e as lojas de souvenir duvidosos, fiquei com aquela sensação penosa de que Lagos poderia ser muito mais. Tenho a certeza que voltarei (de novo) talvez no outono ou na primavera, para absorver a essência de Lagos. Da minha lista, entre outras praias muito bonitas e passeio pelas grutas, ficou mesmo visitar a Casa Mãe, que vos falei por aqui e estava no roteiro para esse dia. Infelizmente já não conseguimos lá ir mas ficará para a próxima. Prometo!





As celebrações desse dia começaram, como sempre, com um pequeno-almoço aprimorado pelas mãos da minha mãe. Ela é incrível. É a melhor. Numa casa que não é nossa, sem grandes recursos, a capacidade de improviso da Rosa é impressionante e consegue sempre surpreender-me. Lembram-se da mesa do ano passado? Este ano estava igualmente deliciosa e o tema (que não dá nada para perceber) era um dos meus frutos preferidos: melancias. Melancias everywhere! E tudo feito por ela. Começo a achar que posso começar a ceder os serviços dela para animar as vossas mesas de festa...


Terminámos o dia com um jantar simples, no sítio do costume. O Restaurante da Praia de Santa Eulália é um dos meus sítios predilectos para um jantar mais requintado. Uma vista linda, um final de tarde de cortar a respiração e uma ementa recheada de coisas deliciosas, onde a comida é saborosa, fresca e muito bem confeccionada. Já para não falar da sangria branca, que é só a melhor coisa de sempre.



Este terá sido, a par com o jantar de dia 11 — na presença das melhores amigas do mundo — um dos momentos altos de Agosto. O meu aniversário é sempre uma altura que me deixa muito feliz porque, sejamos sinceros, é a oportunidade perfeita para reunir aqueles que mais gostamos e mesmo aqueles que não podem estar presentes estão-no, sempre, de uma forma ou de outra. É aquele momento em que nos apercebemos da sorte imensa que temos por ter tantas pessoas boas à nossa volta, uma família linda e uns amigos que são fora de série. Foi um bom ano. E só posso estar grata por isso!

Amanhã voltaremos com uma sugestão soberba para jantar em Vilamoura. Se estão por aí ou ainda podem gozar uns diazinhos de férias em Vilamoura, vão ter mesmo que espreitar o post de amanhã...

Enviar um comentário