Social icons

o brunch do topo

05 julho 2017

E aquela vista privilegiada sobre a cidade! Foi num daqueles dias de muito calor que a família Cabido se reuniu para celebrar os noventa-santo-antónios do avô, que nasceu precisamente no dia 13 de Junho. E com um avô tão moderno e cheio de vida, o gathering teria que ser um brunch em Lisboa, de preferência com uma vista bonita. E foi assim que surgiu o Topo Chiado...


Já queria ir ao Topo Chiado há muito tempo — imaginam por isso o meu contentamento quando recebi o convite para o brunch de aniversário do avô, certo? — e esta foi a ocasião perfeita. Estava um dia bonito, embora extremamente quente, numa daquelas vagas de calor. Tudo o que queríamos era uma mesinha à sombra e um refresco gelado.


Topo Chiado surge como continuidade dos outros dois espaços, no Martim Moniz e no Cais do Sodré. Este fica nos então reabilitados Terraços do Carmo, uma obra assinada por Álvaro Siza Vieira, e apresenta um ambiente muito diferente do Martim Moniz, embora sempre com o carisma e assinatura Topo — que assenta na premissa de um espaço descomplicado, descontraído, perfeito para se estar

E nos dias de hoje, tudo o que queremos é um sítio assim, com uma esplanada bonita para se estar — estar somente, a relaxar, beber um cocktail, ler um livro, por a conversa em dia.




Tínhamos feito reserva, uma vez que éramos um grupo grande e o aniversário do avô seria no feriado de Lisboa. Independentemente disso, a reserva é sempre aconselhável já que este Topo fica num dos pontos mais centrais e turísticos da cidade.

Numa primeira apreciação: tivemos imensa sorte com a nossa mesa, que ficou à sombra — e acreditem, estava tanto calor que seria insustentável de outra forma — mas as restantes mesas na esplanada estavam completamente expostas ao sol, o que me leva a deixar aqui a sugestão de, em dias de maior calor, o Topo encontrar uma forma de proteger mais a área da esplanada.



brunch & vista

Em relação ao brunch, posso dizer-vos que encontram no Topo três opções de menus: o mini brunch chiado, para crianças (7.5€), o brunch chiado e o brunch vegetariano chiado (15€). As duas últimas opções são bastante completas e tão ricas que dá perfeitamente para dividir por dois — eu e a minha irmã acabámos por dividir um brunch pelas duas, pedindo apenas um sumo natural à parte.



O brunch chiado inclui um sumo natural (embora das várias opções apenas tinha o de laranja) ou uma bebida quente, um sortido de pães, tostas e croissants, variedade de doces, manteiga, carnes frias e queijo, iogurte com granola e salame de chocolate, para terminar a refeição de forma doce. 

É claro que podem pedir qualquer outro artigo da lista. Por exemplo, o avô quis celebrar os seus noventa da melhor forma e acompanhou o seu brunch com uma imperial (perdão, três!); porque ele pode, porque fez 90 e porque é menino para isso!! 



O brunch é delicioso. Não tem um menu muito faustoso mas é o suficiente para se poder partilhar, a um preço muito simpático — tendo em conta sobretudo a localização e vista privilegiada sobre Lisboa e as setes colinas. O serviço foi muito atencioso (a menina que nos serviu até trouxe uma dose extra de salame para quem partilhava o brunch, tão querida) e a vista bonita vale por tudo!

Um sítio a contemplar no vosso próximo brunch de fim-de-semana, não? 

Topo Chiado
Terraços do Carmo, Chiado
de segunda a domingo
das 12h às 24h

4 comentários

  1. Até já fiquei com fome só de olhar para estas imagens!
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Tem tudo um aspeto delicioso! Ai se eu morasse em Lisboa :)

    ResponderEliminar
  3. 90 Santo-Antónios, e cheio de vida, tão bom, Sara! É mais que motivo para comemorar-se de forma bem especial, e parece-me que esse brunch no Topo Chiado esteve à altura!

    Eu ainda não fui conhecer os Terraços do Carmo (inadmissível, quando me considero uma alfacinha de gema que gosta de conhecer e apreciar a cidade de uma ponta à outra), mas este teu post reforçou a vontade em lá ir em breve, e quem sabe passar também pelo Topo Chiado! :)


    Um beijinho,

    Sofia | Monochromatic Wave

    ResponderEliminar
  4. Uau, vejo as fotos que partilhas connosco e penso: «Que sítio maravilhoso para festejar o aniversário de alguém tão especial!» Essa vista é lindíssima e tira-nos o ar de uma forma incompreensível. Estou siderada. Aliás, estou com imensa vontade de ir a Lisboa, de propósito, e experimentar o brunch vegetariano, que também deve ser algo maravilhoso.
    Que linda festinha e VIVA as Imperiais :)

    ResponderEliminar