Social icons

OH PORTO #6

09 janeiro 2017

O pequeno-almoço delicioso do Rosa Et Al. O último dia do ano não podia ter começado da melhor maneira. Despertámos cedo, estava um sol maravilhoso e tínhamos mesa marcada na townhouse mais bonita do Porto, para tomar um pequeno-almoço magistral. Hoje partilhamos convosco como foi essa experiência, na esperança que vos inspire a começar a semana de uma forma mais deliciosa.



Agora que também há Zomato no Porto torna-se muito mais fácil descobrir e escolher os nossos destinos gastronómicos. Bem, fácil não seria a expressão correcta, uma vez que existem tantos espaços bonitos que acaba mesmo por ser complicado conseguir gerir as escolhas para apenas 3 dias de viagem. Mas houve qualquer coisa neste Rosa Et Al que nos fascinou e deixou com água na boca...



Rosa Et Al
townhouse

Perto do cruzamento da Rua do Breiner com a Rua do Rosário, existe um edifício bonito mas que poderia passar completamente desapercebido, não fosse a enorme vontade de conhecer a guesthouse Rosa Et Al que tem — dizem — dos melhores pequenos-almoços e brunches da cidade. 

Esta townhouse é feita por viajantes para viajantes. Para além de um espaço confortável e acolhedor, oferece ainda um ambiente desenhado para tornar a estadia numa verdadeira experiência cosmopolita, rodeada de arte e design. A oferta é tão variada que vai desde a pequena boutique à entrada, onde podemos comprar livros, revistas de especialidade e produtos locais, até à incrível sala de refeições, perto do jardim.

É um convite que se vai muito para além do simples "pernoitar"; é uma porta aberta a todos os curiosos que queiram aproveitar uma manhã de sol para tomar o pequeno-almoço no jardim ou um final de tarde para beber algo quente, enquanto se lê uma revista.





Sugeriram-nos fazer reserva, sobretudo por não sermos hóspedes e estarmos numa época bem concorrida. Assim foi. Ligámos para lá e disseram-nos que no dia 31 não iriam servir o brunch habitual mas que podíamos passar por lá e conhecer o pequeno-almoço. Pareceu-nos óptimo. À hora combinada estávamos a entrar na Rosa Et Al Townhouse. E estávamos a começar um sério caso de amor...




O espaço, a luz, a decoração, tudo. Tudo lindo, muito o meu género de lindo. No geral, a sala do pequeno-almoço fazia lembrar os espaços nórdicos, com muita luz, branco e elementos de madeira a contrastar. Mas também faziam parte da decoração algumas peças que nos remetiam aos anos 50 e 60. Sentimo-nos super bem, em casa. O espaço é mesmo muito confortável e é tão rico em pormenores que nos conseguíamos perder lá durante um bom par de horas.


A carta do pequeno-almoço, embora não tão vasta como a do brunch, era bastante generosa. Acabámos por pedir uma torradinha, acompanhada com manteiga e compota, um café e um sumo do dia para ele e eu optei por um ovo quente e um iogurte caseiro, com granola caseira.







Apesar de ter ficado com pena de não ter experimentado nem os ovos benedict nem as panquecas, a verdade é que tudo o que pedimos estava delicioso. Adorei o iogurte caseiro — era mesmo uma delícia! — e a granola deles eram também das mais saborosas e completas que já provei. Foi assim um pequeno-almoço reforçado, para uma manhã que se avizinhava de passeio. 





Ainda tínhamos algum tempo, antes de seguir para os jardins do Palácio de Cristal, conforme planeado, e demorámo-nos um pouco naquele espaço incrível. Conversámos, partilhámos as nossas escolhas um com outro, fizemos o balanço de 2016 e tentávamos antecipar como seria este 2017. Perdemo-nos ali, durante algum tempo, a namorar através de palavras — neste sentido namoramos imenso, sempre. Eu e ele conseguimos estar horas à conversa. E rimos. Rimos muito. E isso só pode querer dizer coisa boa...






À saída, convidaram-nos a subir até ao último piso da casa. A escadaria, só por si, já valia a pena a subida. Uma escadaria bonita, em madeira, pintada de branco, com uma clarabóia linda a fazer o remate no topo. Mas lá em cima tínhamos a extensão perfeita do mood que se sentia no piso térreo; algumas peças minimalistas, muito retro, um cadeirão acompanhado de um candeeiro, livros e revistas, muitas revistas. Era um espaço onde me poderia perder facilmente durante mais duas horas. Mas aí já não tínhamos tempo; tínhamos que continuar o passeio.


Se ainda não conheciam a Rosa Et Al Townhouse espero que tenham ficado, pelo menos, curiosos. Nós adorámos a experiência e temos a certeza que voltaremos, mais que não seja para provar o brunch completo.

Rosa Et Al
Rua do Rosário 233 Porto
Todos os dias
Das 12h às 19h

Enviar um comentário