Social icons

OH PORTO #1

04 janeiro 2017

O apartamento na rua da Cedofeita e a vista mais bonita da cidade. Ter o privilégio de poder registar a Invicta, com ele, é um dos momentos mais bonitos e especiais. Terminámos o ano e começámos um outro na nossa cidade do coração. Aquela que, mesmo estando com temperaturas próximas do zero, nos aquece. Sempre. Hoje partilhamos o loft que foi a nossa casa nos últimos dias de 2016, damo-vos algumas dicas importantes e ainda vos mostramos um miradouro que nos fez apaixonar (ainda mais) pelo Porto.


O ano passado ficámos num apartamento super giro, que descobrimos no AirBnb. Adorámos a Cedofeita e, por isso, este ano procurámos ficar na mesma zona. É muito central, perto de tudo, de fácil acesso e descobrimos uma forma de deixar o carro estacionado, durante a nossa estadia, sem pagar uma fortuna*.

*Obrigada à nossa anfitriã do ano passado, que nos levou até ao AutoCedofeita onde conseguimos deixar o carro estacionado, durante 3 dias inteiros por 15€; tendo em conta que esse é o valor diário da maioria dos parques da cidade (e já que é quase impossível estacionar na rua — por ser caríssimo e raríssimo encontrar lugar) esta garagem é mesmo um achado!


Este ano encontrámos, também na Rua da Cedofeita e por um preço super simpático, um loft pequenino mas totalmente equipado, num primeiro andar do número 188. A descoberta foi feita através do AirBnb e a nossa anfitriã foi a Joana, que se mostrou sempre disponível e foi uma querida em nos mostrar alguns pontos de interesse na cidade — um deles foi aquele miradouro incrível, que vos vamos falar!



O melhor de tudo, neste tipo de alojamentos, é que nos conseguimos sentir um pouco parte da cidade; dormir num prédio característico, no centro da baixa, rodeado pelo comércio local, pelas pessoas, pela pronúncia, pela vida que vai correndo, mesmo por baixo da nossa janela. Acordar com o sol reflectido nas vidraças do vizinho, sentir o cheiro a pão quente da pastelaria ao lado, absorver a essência da cidade, como se fizéssemos parte dela — é assim que nos sentimos por aqui.




Ao contrário do ambiente que se vive num hotel, por exemplo, ficar num apartamento destes faz com que nos sintamos em casa. E como ainda não vivemos juntos, eu e o Miguel aproveitamos estes momentos para vislumbrar como será partilhar um espaço só nosso — e isso torna esta experiência ainda mais maravilhosa!
   


 O apartamento, embora muito mais pequeno do que o do ano passado, foi perfeito para uma estadia de fim-de-semana. Estava equipado com roupa de cama, toalhas de banho e utensílios de cozinha, tudo em modo "quanto-baste". O necessário para três noites, parece-me. Ideal para uma escapadinha romântica, onde o dia é passado a calcorrear a cidade mas a noite pode ser passada em casa, com um jantar caseiro e um serão de filmes, para descansar.



Nesse primeiro dia, depois de nos instalarmos, fomos almoçar ao Cantinho do Avillez — uma experiência maravilhosa sobre a qual falaremos amanhã — e aproveitámos o final de tarde bonito para ir conhecer o Miradouro da Vitória, que tinha sido uma sugestão da Joana (obrigada Joana!).





Miradouro da Vitória

Este miradouro fica junto à Igreja de Nossa Senhora da Vitória e o acesso faz-se pelo largo da mesma, sem qualquer custo de entrada. É apenas uma das vistas mais bonitas da cidade e podemos contemplar a paisagem incrível sobre o Rio e a outra margem, apreciar a vista sobre o casario da Vitória, da Sé à Ponte D. Luís I.


óculos MyDreamGlasses; relógio Eletta; mala Bimba Y Lola

Ao cair da tarde o Porto pinta-se em tons quentes, rosados, anilados. O sol põe-se calmamente, deixando o ar mais fresco. É a altura perfeita para, depois de nos deleitarmos com a paisagem de tirar o fôlego sobre a cidade, irmos tomar uma bebida quente — ou brindar com um Porto, que foi exactamente isso que fizemos. 



Enquanto isso, matámos saudades das ruas bonitas, das casas restauradas e floreiras arranjadas. Descemos até à Ribeira para ver as luzes da cidade reflectidas no Douro. Não há lugar nenhum do mundo onde preferisse estar, naquele momento.




E porque sabia que estes dias seriam o ponto de viragem, aproveitei para "aparecer" um bocadinho mais por aqui, mantendo o mesmo registo mas estando, de certa forma, mais presente. Sabem que não é bem o meu ponto-forte, este de aparecer nas fotografias, mas acaba por ser um boa maneira de vos mostrar apontamentos bonitos, como os brincos da Joana Santos ou o Eletta Rose Gold lindo, que já tanto interesse despertou.

Espero que tenham gostado desta primeira partilha, dos nossos últimos dias de 2016 passados pelo Porto. Amanhã levamo-vos a almoçar connosco a um Cantinho muito especial. Curiosos?

4 comentários

  1. O porto é uma cidade maravilhosa :) Eu vivo perto e adoro visita-la!
    Beijinhoo
    RITISSIMA BLOG

    ResponderEliminar
  2. Oh Sara, que bom ver a minha cidade pelos teus olhos, fica ainda mais bonita! Essa foto que tens da Rua de Cedofeita roubou o meu coração; conseguiste captar a luz de Inverno do Porto, que é muito típica e facilmente reconhecível para quem é de lá. E Cedofeita é a minha freguesia, já agora! :D

    Adorei. <3

    Joan of July

    ResponderEliminar
  3. E eu que sou de cá, do Porto, apaixono-me perdidamente todos os dias por esta cidade. Porém consigo apaixonar-me ainda mais cada vez que fazes um post sobre o Porto, Sara.

    THE PAPER AND INK

    ResponderEliminar