Social icons

LA LA LAND

26 janeiro 2017

Em noite de estreia, um aperitivo... Daquilo que é este filme, pelo menos para mim, claro. Ou melhor, para mim e para a minha irmã, que o fomos ver na terça. Entrámos no cinema que não podíamos com tamanha excitação. Estivemos o filme todo a dançar na cadeira. Saímos de lá com vontade de voltar atrás. Em todos os aspectos. Para já resta-nos uma reflexão que se quer spoiler-free mas, ainda assim, reflectiva sobre um dos filmes mais badalados dos últimos tempos.


Nunca fui uma intelectual do cinema, ou uma demagoga desta arte, nem tão pouco uma grande entendida na matéria. Para falar verdade são vários os clássicos que nunca vi e as promessas que os acompanham (de os ver, um dia) são ainda mais. Mas se há coisa que este blog me permite é abordar algumas áreas e temas que, de outra forma, me seria impossível explorar. É o espaço perfeito para dar a minha opinião e partilhar convosco as minhas reflexões. Ora, é isso mesmo que faço hoje, no dia da estreia em Portugal de La La Land.


"um turbilhão de emoções"

Pensei bastante sobre como iria partilhar as minhas emoções em relação a este filme sem avançar muito nos detalhes da história. A verdade é que não precisamos de ir muito longe nas críticas para perceber que La La Land é um turbilhão de emoções. É um filme para rir e para chorar. Para dançar e para pensar. Para ver e para absorver. É leve e intenso ao mesmo tempo. É uma ode aos musicais de antigamente — ainda que, lá está, não conheça muitos — acredito que seja uma bonita homenagem e abordagem moderna aos romances (e todos aqueles clichés datados mas bonitos) de tempos idos.


Sem grandes exposições: a abertura do filme está de tirar o fôlego, absolutamente divinal e contagiante. Apesar de sentada na cadeira imaginei-me rapidamente a dançar. É inevitável. Toda a banda sonora do filme é mágica. É quase tão magnética como a química entre Emma Stone e Ryan Gosling (também ela inegável). Estão os dois lindos, mas isso não é espanto nenhum. Cantam muito bem e apesar de não serem os bailarinos mais exímios do mundo (várias críticas apontam para essa falha) não há como não nos deixarmos envolver pela interacção das personagens, pela intensidade de algumas cenas.

& here's to the fools who dream

É incrível como sentimos na pele aquele encostar de mãos, aquele primeiro beijo, aquele olhar. É como se experimentássemos as borboletas na barriga pela primeira vez e revivêssemos tudo de novo. E é assustador. Tem tanto de belo como de angustiante. Adiante; a história do filme assenta na premissa clássica de dois jovens artistas aspirantes, cheios de sonhos e obstáculos, que se cruzam num momento da sua vida. Vida essa que acabam por partilhar, não só entre eles mas com todos os espectadores, que se envolvem rapidamente naquele romance. É uma história que nos permite sonhar e ambicionar seguir os nossos sonhos. Mas é também um reminder de que a vida é feita de escolhas. Umas mais contornáveis, mais fáceis. Outras mais decisivas. Acaba por ser um filme que de fantasioso tem muito pouco e que nos faz sair da sala de cinema a pensar. A dançar, é certo. Mas com os pensamentos a mil.


Não me quero alongar mais, senão acabo por desbobinar a trama toda e estrago-vos o encanto. Mas não consigo de parar de pensar neste filme, não consigo de parar de ouvir a banda sonora e não consigo deixar de pensar "como seria se...". Compreendo o hype todo à volta de La La Land. Não o diria um filme imprevisível (embora gostasse que fosse) e acho que eles estão de facto maravilhosos. E eu, que me apaixonei pelo filme, já tenho vontade de o ir ver outra vez, este fim-de-semana. Como se nada fosse. Mais que não seja para revisitar aquela gaveta das primeiras emoções de novo.

18 comentários

  1. Até fiquei com vontade de ver!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gostei tanto que vou hoje ao cinema de novo! :)

      Eliminar
  2. Vi o filme na sexta-feira passada e não parei de sorrir, até ao momento final em que, confesso, soltei uma lágrima. Adorei! Espero mesmo que ganhe um dos óscares para que está nomeado! :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já tenho visto os outros nomeados e este La La Land continua, para mim, na liderança :)

      Eliminar
  3. Estou com tanta vontade de o ir ver! Creio que vou chorar de emoção. Beijinho

    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. nem sabes a quanta vontade tenho de ver este filme, e o teu post deixou-me com ainda mais "água na boca".

    beijinho,
    Moi by Inês

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh que querida :D tens que ir ver mesmo, acho que vais adorar!

      Eliminar
  5. Vi o teu post ontem mas deixei-o para ler hoje depois de ver o filme para não estragar a minha ansiedade de o ver. Foi um filme que mexeu imenso comigo, ri, chorei de alegria e de tristeza. E dá que pensar muito e romantizar a vida também. Estou de coração cheio depois de o ver. E é como dizes, dá vontade de ir ver over and over again para poder absorver todos os bocadinhos! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como dizes!!! Sem tirar nem por :) e acreditas que já voltei ao cinema para o ver? *.*

      Eliminar
  6. Até tínhamos alguma curiosidade em ver o filme, mas depois veio o turbilhão de opiniões e comentários. Todos parecem adorar o filme. Isso geralmente afasta-nos. Por outro lado as críticas que temos lido são tão boas que queríamos arriscar... Mas admitimos que ficámos mesmo deprimidos quando *SPOILER ALERT!!!!* vamos a ver pelo facebook e uma blogger tinha escrito algo como "mas nem no La La Land eles ficam juntos" e achámos de uma enorme falta de chá! Há que ter algum civismo e não mandar spoilers destes... Mas enfim, a verdade é que nem todos podem ter as tuas capacidades. Ao longo do teu texto deu-nos novamente vontade de ver o filme, ainda que já saibamos o final. Obrigado por isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai não acredito!! Por momentos até achei que tivesse sido eu, a cometer um deslize desses...mas esforcei-me tanto para não avançar nada na história! Eu ia ficar danada se tivesse visto um spoiler assim! Uma falta de chá (ri muito!) para não dizer pior... mas vão ver, please! Vão adorar :)

      Eliminar
  7. Vi o filme há mais de uma semana e digo-te que todas as palavras que usas-te foi como se tivessem vindo directamente da minha cabeça. Acho que dificilmente conseguiria exprimir tão bem as sensações que este filme causa nas pessoas. Apesar de tudo, eu sou louca por musicais, assim sendo sou enormemente suspeita.

    ResponderEliminar
  8. Também me apaixonei pelo filme (que vi no domingo passado) e não teria posto melhor em palavras como o descreveste.É mesmo essa questão dos sonhos pelos quais devemos lutar, um filme que nos faz lembrar como é o amor verdadeiro e como é bom estar apaixonado...
    Uma ode aos musicais antigos, mas ao mesmo tempo tão actual em relação aos dias de hoje. Não pode agradar a todos, mas é uma lufada de ar fresco pois os temas hoje em dia são tão pesadões, eu vou ao cinema para descontrair.

    ResponderEliminar
  9. Esta descrição encaixa na perfeição com a minha opinião. Fiquei encantada com o filme e com imensa vontade de ver mais uma e outra vez!

    ResponderEliminar
  10. Vou ver na quarta-feira *.* aiii estou tão ansiosa para o ver!!
    Que post fantástico, Sarinha!

    Beijinhos, boa semana! :)
    http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar