Social icons

DONA MARIA

09 novembro 2016

Na vila de Sintra. Fica no Largo Ferreira de Castro e tem vista privilegiada para o Palácio da Vila. É um notável restaurante ao almoço e jantar, mas é adorável como sala de chá, pela hora do lanche. E agora que as tardes estão mais frias, tudo o que apetece é um passeio de fim-de-semana até Sintra, com direito a chá e scones. Por isso trazemo-vos a Dona Maria.


Este foi um passeio sem precedentes. Não que tivesse sido a nossa estreia em Sintra — longe disso, já que Sintra é mesmo a vila do coração — mas resolvemos ir em jeito de aventura. Mochila às costas, carro estacionado junto à Saudade e fomos explorar a encosta da serra a pé. Exacto. A pé. Calcorreamos as ruas íngremes, as ruelas escondidas, orladas por flores bonitas, trepadeiras, arbustos. E chegámos lá acima, ao Castelo dos Mouros, tudo para admirar — uma vez mais — aquela paisagem de perder o fôlego (ou o pouco que nos restava!).  


Tudo para depois começarmos a descer novamente. O ar húmido da serra, o cheiro a lenha na lareira e a aproximação da estação fria pediam por um chá aromático e um (ou dois) scones quentinhos. Então abraçámos nova rota e seguimos em direcção ao Dona Maria.



Este foi um convite especial, já que foi um chá entre mãe e filhas. A minha mãe — super in nestas coisas — já conhecia o espaço e sabia que era a nossa cara. Assim foi. E ela tinha razão! Um restaurante que parecia tirado de um conto de fadas [...] ou poderia, facilmente, ser uma das salas do Palácio da Pena.




Reza a história que, enquanto restaurante, apresenta uma cozinha de requinte, num espaço que se quer único e principesco. Mas à tarde transforma-se numa verdadeira sala de chá, digna de Rainha. 

E foi assim que nos sentimos...


...umas rainhas. 

O serviço é atencioso e representa na perfeição o perfil do espaço. A vista não podia ser a mais bonita, voltada para o Palácio da Vila. Existem várias zonas para explorar; uma esplanada exterior, ideal para os dias mais quentes, uma primeira sala, a maior, onde se servem as refeições principais e depois uma outra sala, mais acolhedora, que é o cenário ideal para o chá das cinco.




Durante a tarde podem deliciar-se com a carta de chás (têm-nos para todos os gostos), os bolos caseiros ou ainda, se preferirem, podem pedir o menu de chá — que compensa. No menu é servido um chá à escolha, um scone com compota e manteiga e ainda uma fatia de bolo (tem o custo de 5,50€). É-vos servido assim, como podem ver, de forma adorável. Nós pedimos três menus, mas suponhamos que não conseguem comer o scone e o bolo, por exemplo, podem sempre optar por partilhar.




Melhor do que o chá, que era óptimo, só mesmo o espaço — que vale a pena só pela visita! É perfeito para um encontro de amigas, num final de sábado frio, onde tudo o que queremos é uma boa chávena de chá reconfortante e dois dedos de conversa.


Dona Maria
Largo Ferreira de Castro, Sintra
Terça a Domingo
Das 10h às 22h

2 comentários

  1. Conheço Sintra tão bem, mas desconhecia esse espaço :)

    ResponderEliminar
  2. Adorei :) Que fotografias lindas e que vontade de voar já para Sintra. É dos meus lugares preferidos!

    ResponderEliminar