Social icons

POPULI

17 setembro 2016

Caffe & Restaurante. Fica numa das praças mais bonitas da Europa, que calha ser na nossa Lisboa (e não é por ser lisboeta que o digo mas), a Praça do Comércio — ou Terreiro do Paço — é um espaço privilegiado, voltado para o rio, emoldurado pelas sete colinas, pela Sé, pelo Castelo. É local de paragem obrigatório para quem nos visita pela primeira vez e para todos aqueles que julgam que conhecem a capital como ninguém. Hoje trazemo-vos uma sugestão que vos vai, de certo, fazer olhar com outros olhos para aquela praça majestosa e imponente.



Desenganem-se se pensam que os espaços e restaurantes do Terreiro do Paço foram desenhados e estão somente voltados para um público de turistas e estrangeiros. A verdade é que por lá encontramos verdadeiras mostras gastronómicas daquilo que a cozinha portuguesa tem de melhor para oferecer. O Populi é o exemplo exímio da cozinha nacional e deve ser, por isso, ponto de paragem obrigatório na vossa próxima visita à baixa.



Populi

Com um ambiente descontraído, à média luz, este espaço prima pela sofisticação despretensiosa, pelos tons amadeirados, pela música suave, pelo serviço atencioso, simpático e exemplar. A carta apresenta-nos uma vasta oferta de alguns dos melhores pratos tradicionais, sempre com um twist inovador do Chef Ricardo Estevas.

Foi numa noite quente que fomos, em jeito de despedida do verão, conhecer este restaurante no Terreiro do Paço. Levávamos apenas as expectativas a que nos permitimos, já que nunca tínhamos jantado em nenhum dos espaços de restauração ali da zona. 

E podemo-vos já assegurar que não podíamos ter saído mais surpreendidos...




Fomos recebidos entre cortesias e indicaram-nos uma mesa para dois, junto à grande janela. Tivemos o privilégio de contemplar a noite cair na cidade, a vida que se sente no Terreiro do Paço, aquele pulsar da cidade. A refeição ficou ao critério do Chef, já que eu e ele adoramos ser surpreendidos. E estava tudo divinal, ao ponto do perfeito.





os sabores da (nossa) terra

Para dar início à refeição, foi-nos sugerido que partilhássemos duas entradas. Aceitámos sem hesitar já que para nós, as boas refeições são mesmo aquelas que se partilham. Então veio para a mesa um mil-folhas de carpaccio de novilho, creme de parmesão e chips de cherovia e uns camarões em espetadinha de citronella, com molho agridoce de abacaxi e pimentos. 

São doses perfeitas para serem dividas e ambas as entradas estavam absolutamente au point; sabores, cores e texturas nas proporções certas, que ligavam muito bem entre si. Tenho que admitir que, para mim, as espetadas de camarão eram mesmo sublimes, tendo merecido o destaque do meu prato favorito!



o mar à mesa

O ex-libris do Populi, assim nos fizeram crer, é mesmo esta maravilhosa tradição de servir (tão) bem aquilo que de que mais rico temos na costa portuguesa. O melhor peixe e marisco, cozinhados com sapiência e ensinamentos de outros tempos, que são trazidos hoje com apenas o toque da modernidade necessário. Porque pratos destes não se (re)inventam e aqui serviram-nos o melhor!

Serviram-nos a Cataplana de Marisco para duas pessoas que foi, sem dúvida, uma das melhores que já provámos. Lavagante, camarão de Moçambique, amêijoa da Ria Formosa e mexilhão, tudo muito bem acondimentado, servido como uma explosão de sabores maravilhosa. Estava divinal! 




As sobremesas fecharam a refeição com chave de ouro e não podiam ter sido melhor escolhidas, ou não fossem mesmo as minhas favoritas. Para mim, aquele crème brûlée de baunilha (uma das minhas sobremesas predilectas) estava perfeito; cremoso, com caramelo crocante por cima, com um doce sabor a baunilha e suave toque de limão...tão bom! Depois o fondant de chocolate branco e coração de framboesa, que nos deleitou a ambos, fazendo-nos arranjar "aquele" espacinho necessário depois da refeição.




Melhor restaurante de Lisboa

Foi uma agradável surpresa descobrir que, mesmo nos ditos ponto mais turísticos, se consegue encontrar verdadeiras pérolas gastronómicas. O Populi foi recentemente considerado, pelo jornal USA Today, como o melhor restaurante de Lisboa, na categoria de “Best Value”, que contempla “a localização, a variedade da carta, a qualidade das matérias-primas e o preço adequado”.


Sugerimos que visitem este espaço num jantar a dois, sem pressas, para degustarem e aproveitarem uma noite maravilhosa na baixa lisboeta, uma zona riquíssima em vida, diversidade, história e cultura, sobretudo gastronómica. Mais logo, quem sabe?

Praça do Comércio,
Segunda a Domingo 11h às 02h

1 comentário

  1. Espectacular, Sara! Tão bonito o restaurante e a comida tem um aspecto delicioso. Um sítio a conhecer, sem dúvida ;)

    Um beijinho e um bom fim de semana para ti. :)

    ResponderEliminar