Social icons

Oceanário de Lisboa

23 março 2016

Um passeio para (re)fazer esta Páscoa. Certamente que já todos o visitámos, pelo menos uma vez. Mas agora pensem comigo: há quanto tempo não vão lá? Eu já não ia há quase dez anos, o Miguel nem se lembrava da última vez. Achámos que, em ambos os casos, seria há tempo demais. Por ocasião dos anos da mana, resolvemos fazer-lhe uma surpresa e fomos os quatro ao Oceanário de Lisboa.


Quem me segue no snapchat (sarascabido) sabe certamente o aparato da surpresa que preparámos; levámos a Sofia com uma venda nos olhos o caminho todo e foi super divertido ouvi-la tentar adivinhar o caminho, o nosso destino. Assim que chegámos às bilheteiras e revelámos a surpresa foi uma delícia ver a sua reacção. Estávamos todos ansiosos.



Podem poupar as filas comprando o ingresso online

Resolvemos visitar o Oceanário na manhã da última segunda-feira. Sendo a primeira das férias da Páscoa, assumimos que iria estar com muita afluência. Na verdade as bilheteiras não tinham assim tantos visitantes e comprámos os bilhetes em menos de nada. Ainda assim, podem poupar as filas comprando o ingresso online. Apresentámos dois cartões que nos davam desconto: ACP (15% desconto, 14.45€) e Cartão Estudante (10% desconto, 15.30€) e assim, pelo preço de um bilhete normal para a exposição permanente, conseguimos ainda visitar a temporária.





Caminhámos pela rampa de acesso à exposição permanente e — oh! — era tal e qual como me recordava. Os sons dos animais, o barulho do mar, a excitação de criança. Claramente que não íamos lá há muito tempo e o Oceanário já merecia uma visita.





Começámos por visitar o aquário principal, que acaba por nos acompanhar toda a visita, já que esta se desenvolve em torno do mesmo. De quando em vez, há sempre uma janela para que possamos ver a manta, o tubarão, o peixe-lua. 

Continua belo, o Oceanário. Aquele azul imenso, a vida que corre lentamente, a dança debaixo de água a que podemos assistir, aqueles movimentos delicados, que tanto me fascinam...




Os pinguins e as lontras são também duas partes da visita que devem ser aproveitadas com tempo, ou não fossem as lontrinhas ter uma vontade muito própria e só se mostrarem quando lhes apetece. Mas vale a pena a (presumível) espera. São ambos animais magníficos e que nos deixam sempre com uma história para contar. Junto aos pinguins, por exemplo, há uns passarocos atrevidos que largaram um souvenir no blazer branco da minha irmã (por souvenir entenda-se uma poiazinha, sim?). 

Nota mental para a próxima: não levar roupa branca!





Dados interessantes

O Oceanário de Lisboa tem mais de 5 milhões de litros de água salgada. A visita desenrola-se em dois níveis distintos, o terrestre e o subaquático. Ao longo do percurso podemos ver quatro habitats marinhos e as várias espécies dos diferentes oceanos do planeta.






Lá, podemos ver aves, invertebrados, peixes, anfíbios, mamíferos, plantas e algas. Todas as espécies estão muito bem documentadas e há uma explicação que as acompanha. Para além de dinâmica, a visita ao oceanário é muito educativa e nós próprios adorámos rever as várias espécies e relembrar as suas origens e características.




Aconselhamos que guardem entre duas horas e meia a três horas.

Para uma visita completa, dinâmica e didática ao oceanário, aconselhamos que guardem entre duas horas e meia a três horas. Não pensámos que precisássemos de tanto tempo mas a verdade é que, quando demos por nós, já lá estávamos há quase três horas! É importante ter em conta que há muitos visitantes, igualmente sequiosos e curiosos e nos habitats do piso inferior, por exemplo, que são mais pequenos, as pessoas tendem a concentrar-se e temos que esperar (pela nossa vez) para ver os aquários.




Depois de ver e rever todos os peixinhos e semelhantes, depois de nos divertirmos com histórias e brincadeiras, depois de muitas fotografias e peripécias — e porque estava quase na hora de almoço — resolvemos seguir para a Exposição Temporária.

  

Florestas Submersas
by Takashi Amano

É o nome desta exposição temporária, patente no Oceanário de Lisboa até 2017. Takashi Amano é fotógrafo de paisagem e "tornou-se mestre internacional da aquarofilia de água doce com a criação dos aquários plantados, os "nature aquariums"Em 2015, a convite do Oceanário, criou o maior "nature aquarium" do mundo, com 40m de comprimentos e 160 mil litros de água doce.




E está maravilhosa, esta exposição. Perdia-me aqui outras três horas, sentada apenas a admirar o aquário enorme que se desenvolve ao longo da sala, em frente aos nossos olhos. E a exposição está perfeitamente pensada para isso. A floresta submersa orna o perímetro da sala e no centro temos uns bancos, uns apoios, que nos permitem descansar, parar, fechar os olhos e escutar; é que a música de fundo é tão bonita e envolve-nos de forma tão profunda que merece ser apreciada.





Uma agradável surpresa, esta exposição temporária. Foi o terminar perfeito de uma visita há muito ansiada. Voltámos para casa de coração cheio e com a certeza que não vamos deixar passar outros dez anos sem visitar o Oceanário de Lisboa. Convido-vos a visitarem o site, saber mais sobre o preço dos bilhetes e sobre a exposição temporária.

Fica então aqui o relato do nosso passeio, em jeito de sugestão para as vossas Férias da Páscoa e pergunto-vos: há quanto tempo não visitam o Oceanário?

4 comentários

  1. Adorei as fotografias! Já visitei o oceanário de Lisboa algumas vezes e adoro! O de Toronto é bom, mas em nada se compara ao nosso. Principalmente porque não tem pinguins: eu adoro pinguins :)

    ResponderEliminar
  2. Bem, já não vou ao Oceanário de Lisboa desde 2014, portanto não apanhei essa exposição temporária que me parece ser lindíssima. :)
    Mas sinto o mesmo que tu: sempre que lá vou, volta a alegria de criança de quando o visitei pela primeira vez.

    A minha próxima visita (que espero que seja mesmo para breve) será ao Jardim Zoológico! Esse não visito desde 2008, se não estou em erro. Que saudades! :D

    Joan of July

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente contigo , também já lá fui , mas sinceramente não lembro á quanto tempo é que foi ! Adoro todas as fotos, captaste toda a beleza do Oceanário ...

    Beijinho ♥
    www.somethingwithsa-ra.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Que fotos maravilhosas Sara ! Fiquei cheia de vontade de ir visitar o Oceanário :D

    ResponderEliminar