Social icons

Idé Lisboa

10 novembro 2015

Creative & DIY Festival. Aconteceu neste último fim-de-semana, nas Cavalariças do Pestana Palace, em Lisboa, o primeiro festival dedicado às artes manuais, artesanato e do it yourself. Pela novidade, pelas marcas associadas e pela proposta de programa — tudo isto aliado a um fim-de-semana de sol radiante — foi o plano perfeito para um domingo diferente. Hoje trago-vos alguns registos e partilhas do Idé Lisboa.

Fui com a minha irmã. Resolvemos aproveitar um domingo mais descansado e rumámos até ao Pestana Palace Lisboa. Fica localizado por cima de Alcântara e tem uma vista maravilhosa. Estava um dia radiante e isso encheu-nos o coração.


Quando chegámos à Cavalariças fomos logo muito bem recebidas pela Rita — a quem posso agradecer o convite — e deram-nos liberdade para explorar à vontade o espaço. O festival dividia-se por duas salas, sendo que numa estava a exposição de várias marcas e projectos nacionais e na outra podíamos encontrar vários materiais para trabalhos de DIY.



Começámos pela ala esquerda, onde nos perdemos (no bom sentido!) durante um bocado a falar e conhecer melhor os projectos que nos apresentavam. Gostava, por isso, de fazer menção a alguns dos projectos que mais me fascinaram. Em cima, por exemplo, posso referir um projecto que faz verdadeiras peças de arte com origami. Anéis, colares, peças lindas, únicas, usando papéis com padrões maravilhosos. Mãos de Papel é o nome do projecto que faz justiça aos maravilhosos papéis do atelier Papiê que é uma verdadeira perdição — espreitem a loja porque vale muito a pena — desde papéis com padrões lindos, até kits de encadernação (...) é um máximo. 




Com Raiz é outro projecto que vale (mesmo) a pena conhecer. Inspirado na nossa cultura, história e técnicas tradicionais, apresenta-nos peças de casa e decoração singulares e muito (muito) originais. 



Também me inspirei muito quando conheci Forma, uma marca que dá nova vida às telas publicitárias, transformando-as em peças giríssimas e sofisticadas. Ninguém diria que almofadas, malas ou suportes de jardins verticais fossem outrora cartazes comerciais, expostos nas ruas da cidade. Foi uma ideia super original e prática, que nos permite embelezar as nossas varandas ou jardins com uns puffs diferentes, coloridos e muito resistentes, por exemplo.




Na Agulha Não Pica podemos encontrar todos os materiais tipicamente portugueses, como a cortiça ou o burel, para desenvolvermos as nossas próprias peças. Para além disto, ainda tem vários kits para aprender a bordar, coisa que — confesso! — não sei e adorava. 



Um dos projectos que estava mais ansiosa por ver in loco era este d'A Avó Veio Trabalhar. Já o acompanhava há muito tempo através da actividade do facebook e andava deliciada. Para começar, é um projecto de louvar; uma iniciativa maravilhosa e que só poderia resultar em peças lindas, envoltas num conceito de fazer qualquer um se apaixonar. Adorei conhecer um dos mentores e trocar com ele dois dedos de conversa. Em cima da mesa ficou a promessa de ir lá conhecer o atelier, na Rua do Poço dos Negros.




Logo ao lado deparei-me com a demonstração da Companhia das Agulhas, uma escola de costura que eu não conhecia mas que gostei muito de ver por ali representada. É sempre bom ficar com novos contactos e perspectivar novas oportunidades.

  


A delícia das delícias foi quando me apercebi de dois produtos-queridos já por aqui  e ali referidos, de duas marcas que já há muito admiro. Full Mun e Hi-Lo Handmade, decerto já terão ouvido falar.



Não faz assim tanto tempo que o senhor carteiro me surpreendeu com um miminho que tornou uma terça-feira muito mais feliz. Recebi a it bag da Hi-lo Handmade com um bálsamo labial da Full Mun (por aqui já falado). E vocês agora perguntam: o que é uma mala e um batom têm em comum?



Tudo. Especialmente se forem produto de duas meninas super queridas, criativas e sonhadoras. É uma parceria que se promove na perfeição, pois ambos os projectos representam os sonhos e vontades de duas jovens empreendedoras, que apostam em usar materiais especiais nas suas peças. No domingo tive a oportunidade de conhecer a Inês, a cara por detrás da Hi-lo Handmade.



A Inês é um amor e cativa-nos mesmo antes de dizer olá. É que tem os olhos mais bonitos que alguma vez vi e um sorriso que nos derrete o coração. É um privilégio ter contacto com as mentes brilhantes por detrás destes projectos que já acompanhamos há algum tempo. Conheçam o projecto dela aqui e derretam-se.



Outro projecto que me fez perder a cabeça — e que (nem sei bem como) ainda não conhecia — foi este Coração de Mãe, que fez estas coisas lindas que podem ver nas fotografias em cima. Para além da Ana ser, realmente, um amor, tem agora uma colecção de almofadas, em forma de teepees, com motivos étnicos, que agrada miúdos e graúdos!



Em cima podem ver peças da Xurueta, da Filipa, um projecto também muito querido, especialmente dedicado aos mais pequenos. Assim por momentos, quase que quis avançar no tempo para poder comprar tudo para a minha filha (ou filho). Os tapa-fraldas são tão giros e estas almofadas são amor (...). Até lá, vamos sonhando e imaginando como vai ser, quando for mãe. Para já, ficam os sonhos. E os elogios a estas três meninas que tanto se esforçam e dedicam a criar coisas bonitas para nós.



Filipa (Xurueta), Ana (Coração de Mãe), Inês (Hi-lo Handmade) e moi même.



Nesta sala houveram ainda outros dois projectos que me fascinaram — e à minha irmã também, especialmente estas capas da marca Pimpas. Ela adorou e assim que as viu lamentou-se dizendo "que pena não haver para gente grande". Mal foi o seu espanto quando a senhora lhe trouxe uma capa "para gente grande", bordeaux, como ela adora. Ficou a promessa de que iríamos "pedir ao Pai Natal para pensar neste assunto".





O outro projecto dá-se pelo nome de Sweet Mary, em homenagem à filha da autora do mesmo e apresenta-nos peças amorosas para crianças — e não só! É que na Sweet Mary podemos encontrar peluches, almofadas, mantinhas e agasalhos para os mais pequenos e ainda malas e mochilas para os mais velhos. Eu fiquei apaixonada por uma mala à tiracolo feita em burel! 



Na ala direita podíamos encontrar uma variedade de materiais para desenvolvermos os nosso próprios projectos. Papéis variados, tecidos de mil e uma cores e feitios, com muitos padrões diferentes, normais ou autocolantes, materiais de costura, estampagem, etc.



Um dos nomes a reter, pela variedade, quantidade e qualidade dos produtos, é sem dúvida At Home Hobby. Todos estes tecidos, papéis, tapes e acessórios para DIY — que são de se perder a cabeça! — podem encontrar na loja online.



Na At Home Hobby podem encontrar imensas coisas para festas e ocasiões especiais, como o Natal que se aproxima a passos largos. E para quem gosta de fazer embrulhos bonitos e personalizados, aqui podiam encontrar várias ideias.




Deste lado também tenho que destacar a  512 Ideias, que tinha papéis lindos de morrer e só me apetecia comprar tudo — tivesse eu orçamento suficiente. Até tinha feito uma selecção de papéis para trazer, visto que esta era uma das poucas bancas com serviço de MB. Infelizmente, a rede não ajudou e não consegui trazer comigo nada (oh, well!). Mas agora que fiquei com os cartões de visita de todos os espaços, sei que ainda vou a tempo de fazer as minhas encomendas, antes do Natal. 

E vocês, andaram por lá? Precisam de ideias para as vossas prendas de Natal e gostavam de saber mais sobre alguma referência que aqui fiz? Deixem tudo nos comentários que farei questão de responder com todo o carinho!

3 comentários

  1. Deve ter sido maravilhoso! E que fotos lindas.

    ResponderEliminar
  2. Tudo tão bonito :3

    xoxo ❤, Sophie*
    http://www.wordsofsophie.com

    ResponderEliminar
  3. Os teus registos fotográficos estão maravilhosos como sempre, e esse festival pareceu-me ser super amoroso e ter uma imensidão de produtos feitos com muita criatividade e amor.

    Beijinhos ❤

    ResponderEliminar