Social icons

Tavira

17 setembro 2015

À Terra em Tavira. E as saudades dos Açores, de São Miguel. Quase que parece um recuar no tempo. Mas não é. Fomos conhecer um espaço novo, num sítio lindo e descobrimos que, afinal, também há Terra em Tavira.



À Terra. Estarão de certo lembrados de já ter lido este nome algures, aqui pelo blog. Pois bem, durante a nossa estadia no Furnas Boutique Hotel em São Migueldescobrimos que na Praia Verde também existia um recém inaugurado Boutique Hotel. Da mesma cadeia que o Furnas Boutique Hotel, este também nos apresentava um À Terra digno de visita.


Assim que soube que havia a possibilidade de voltar a (re)visitar este restaurante, que tanto nos agradou na primeira visita, coloquei-o logo na lista de must go no Algarve. Claro que iria aproveitar a estadia em Tavira para lá ir com ele. E assim foi. E foi tão bom!


Por momentos foi como se tivéssemos voltado às Furnas, a São Miguel, aos Açores. Por instantes, estávamos a rever toda a viagem e todos os momentos deliciosos. O forno a lenha era exactamente igual, a simpatia do pessoal, o à vontade com que fomos recebidos — era exactamente como no À Terra em São Miguel.


Para além do forno a lenha, existem também outros elementos de ligação com o outro restaurante. O sal e o azeite para temperar, dispostos em cima das mesas, exactamente como no À Terra dos Açores, revelam que os produtos da terra são de qualidade e que aqui a qualidade é primordial e o voltar às origens é a chave do sucesso.


No entanto, notam-se algumas diferenças (ainda que ténues) na decoração. No À Terra do Praia Verde Boutique Hotel existem alguns elementos muito característicos da região Sul do país, como a cortiça ou as cestas de verga. Também no menu se notam as (agora mais denunciadas) diferenças. A carta apresenta-nos algumas variedades de pizza, cozinhada em forno de lenha como no À Terra do Furnas Boutique Hotel, mas desta vez os ingredientes são espelho da cultura local, tradicionalmente algarvios.


Pedimos uma pizza, para reviver as memórias do passeio por São Miguel, e a barriga de leitão — que ele tanto gosta. Um tinto da casa para acompanhar e o couvert para começar. Estava tudo uma delícia mas, à semelhança da experiência em São Miguel, as doses são generosas e bem servidas, pelo que não houve espaço para sobremesa. Pedimos dois cafés e fomos bebê-los para a lounge exterior.


Embora as fotografias não lhe façam justiça, o espaço era absolutamente encantador, uma espécie de aconchego familiar, com um toque de requinte rústico muito próprio. A pouca luz (que dificultou o registo de detalhes mais cuidado) traduzia-se numa calma relaxada, óptima para descontrair numa noite de verão. Fica então uma sugestão para almoçar ou jantar, se estiverem pelo Algarve ou um dia possam vir a estar. Afinal, não é preciso ir até São Miguel para conhecer o À Terra. E acreditem que vão adorar! 

Amanhã partilhamos mais detalhes destes dias bonitos em Tavira.

Enviar um comentário