Social icons

to do #10

20 fevereiro 2015

What to do this weekend? Avizinha-se um fim-de-semana um tanto ou quanto acinzentado, nublado, sem graça. Mas não é por isso que deixamos de ter mil e uma sugestões indoor para tornar estes dias divertidíssimos e descansados. A sós, a dois ou em família. Todos os pretextos são válidos para irmos passear. 

Este fim de semana, em particular, não sugerimos locais para lanchar, não há sugestões de sítios para jantar (bem, amanhã temos uma sugestão agendada, sobre um sítio bem gostoso para jantar em Lisboa. Mas isso é só amanhã!). Este fim-de-semana damos primazia à cultura e a algumas exposições bonitas patentes na capital. Curiosos?

s á b a d o |

Este sábado vamos a Belém. Começamos no Padrão dos Descobrimentos, com a sugestão de uma exposição que se antecipa maravilhosa: "Os Arquitectos são poetas também" | Cottinelli Telmo (1897-1948). Cá por casa é uma figura muito admirada e respeitada. É uma fonte de inspiração e motivação  ou não fosse esta uma casa de artistas (desenhadores, pintores, arquitectos, designers...). Para quem não sabe, Cottinelli Telmo foi um arquiteto, cineasta, poeta, autor de banda desenhada, fotógrafo, ilustrador e músico.  A exposição está patente até dia 6 de Abril e a entrada é cerca de 6€ (preço a confirmar).

fotografia da minha autoria

Depois continuamos um bocadinho mais para Este, pelos jardins junto ao Rio, e terminamos no Museu da Electricidade. Este é de entrada gratuita e vale sempre a pena a visita. De momento tem uma exposição de inéditos de Almada Negreiros: O que nunca ninguém soube que houve (desenho, pintura, livros de artista). Tive a oportunidade de conhecer esta exposição no fim-de-semana passado, em família. Vale a pena, sobretudo, pela obra do artista, que é maravilhosa. Senti, no entanto, um ligeiro sentimento de que a exposição podia estar melhor concebida; a iluminação é um factor crucial em qualquer design de exposições e neste caso é um tremendo obstáculo à visualização das peças. É pena. 
De resto, por tudo o resto, vale a pena.


d o m i n g o |

Que será um domingo miserável (...) mas no bom sentido. Aliás, num sentido imaginário! Acontece que Lisboa tem o prazer de receber o trabalho da Mariana, a Miserável e da Maria Imaginário, numa exposição que promete partir corações, mais uma vez, no bom sentido. É que estas duas artistas tem o coração nas mãos e fazem ilustrações como ninguém. Já acompanho o trabalho de ambas há algum tempo e não vou perder, por nada, a oportunidade de ver as suas obras ao vivo. 
Eu tenho dois amores está patente na Abysmo Galeria até 13 de Março. 

fotografia Maria Imaginário

Para continuar o passeio, e aproveitando o facto de estarmos na baixa, porque não dar um saltinho ao MUDE? Tem uma série de novas exposições temporárias, onde destaco a Como se pronuncia design em português?, que pode ser visitada até dia 31 de Maio. O museu é de entrada gratuita e é um óptimo passeio, especialmente para os apaixonados por arte, design e moda!

13 comentários

  1. R: quando digo que nao consigo planear é no sentido de não querer ter horários. Sei sempre onde quero ir e o que quero fazer(pena nunca dar para tudo) mas nunca digo que vou a hora X a sitio Y porque nao faz sentido para mim. Por muito exaustiva que seja a viagem (dormi imenso quando regressei :p) porque sou como tu e gosto de ir a todo o lado e de andar muiiito a pé, para mim são férias. O tipo de férias que gosto de fazer e que felizmente faço desde pequena (:
    férias para mim não significa não fazer nada, significa não ter tarefas e poder escolher onde ir (:
    Como só tens 4 dias acho que a melhor forma é visitar por zonas sem dúvida (também fizemos assim na primeira vez que fomos a Londres; fomos 4 dias também) porque é mais prático e perdes menos tempo em transportes (:
    Quanto ao cartão de saúde europeu, se fores a uma loja do cidadão por exemplo amanha de manhã dão-te um papel tão válido como o cartão (que depois vai ter a casa)... Não sei se a loja do cidadão da tua zona tem muita gente em "Espaço do Cidadão" mas eu tirei o meu em 15min... Se fosse para tirar o cartão de cidadão ficava lá 4horas à espera mas essa zona para o cartão de saúde nem costuma ter muita gente... É sempre uma segurança, espero que não seja necessário mas... (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então afinal concordo em concordar contigo :) sou exactamente assim (excepto na questão das férias; férias para mim ou é verão, praia e papo para o ar, ou é natal, chocolate quente e serões de filmes em casa!)

      Eliminar
  2. Eu gostava muito de ir ver essas exposições e na próxima vez que for a Lisboa espero ter tempo para ir finalmente ao MUDE!

    ResponderEliminar
  3. R: muiiito frio! Deixamos sempre os museus para a tarde para aproveitarmos o sol de manha e à hora do almoço para conhecer as zonas ao ar livre... No geral devem ter estado no máximo 5°C :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é uma boa dica, a dos museus de tarde :) obrigada linda!

      Eliminar
  4. R: Nós ficámos alojados em casa duma amiga por isso essa hipótese nem se colocou... Espero que a vossa escolha vos agrade! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim eu também espero, depois partilho :)

      Eliminar
  5. Aqui onde resido há uma loja que tem imensos. Se pudesse trazia-os todos para casa :')
    Caso queiras, eu posso ver se há algum que te agrade e envio-te! Não me custa nada :)

    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  6. Tantas exposições interessantes em Lisboa. Adorava ir a todas.

    ResponderEliminar
  7. Ai, quero imenso ir ver a exposição da Mariana, A Miserável e da Maria Imaginário. Sou uma grande fã!

    ResponderEliminar
  8. Quem me dera estar em Portugal e passear pelo Padrão dos Descobrimentos...... gostei imenso das sugestões!
    Beijinhos e obrigada pelo comentário no Blog :)

    www.andreiapereirablog.com

    ResponderEliminar
  9. Também estou com vontade de ir ver a exposição de inéditos de Almada Negreiros! Excelentes sugestões :)

    \ Indigo Lights

    ResponderEliminar