Social icons

A Vida em Casa

04 novembro 2014

De uma casa portuguesa, com certeza. É este o motivo que serve de inspiração para a comemoração dos 10 anos em Portugal, do Ikea. E porque inspirações bonitas só podiam resultar em coisas bonitas, até ao final de Novembro vão poder, também vocês, viver bem perto esta celebração, num ambiente que nos acolhe e acarinha, bem ao jeito português, com todo o conforto e originalidade que já estamos habituados por parte do Ikea.


Foi na passada quinta feira que tive a oportunidade de marcar presença na Inauguração da Exposição A Vida em Casa, uma celebração do décimo aniversário da empresa de renome, Ikea. A marca conta já com uma década recheada e dedicada, aqui, em Portugal.. Dedicada, sobretudo, a transformar sonhos em realidades, a renovar os hábitos e vontades, a cuidar e alegrar todos os portugueses.


Foi-nos feita uma breve contextualização e seguimos acompanhados, para observar e conhecer todas as novidades. A exposição está maravilhosa. Deliciosa, diria até. Aliás, mais fascinante foi, para mim, pois no dia anterior (ora nem mais!) havia defendido a minha tese de mestrado em Design de Exposições. Assistir a esta exposição, nestas circunstâncias e condições, foi um verdadeiro bombom. Mas sobre isso, já lá vamos.


Entre detalhes bonitos e caras conhecidas (pude estar com a Mafalda do Malmequer e conhecer a querida Silvana do In Vogue) a visita guiada à exposição não podia ter sido mais animada. No fundo, um dos aspectos mais interessantes é que, ao longo da mesma, podemos ter acesso a dados curiosíssimos sobre os aspectos da vida do quotidiano. Por mais triviais que nos pareçam, estes dados não deixam de ser uma verdadeira surpresa.



Factos e dados estatísticos, resultado de várias pesquisas e intervenções feitas por parte da marca, ao longo destes dez anos, revelam-nos percentagens bem interessantes sobre a Vida em Casa dos portugueses. Curiosidades como saber que 42% dos portugueses vivem num apartamento desenhado para 2/3 pessoas, que os portugueses passam cerca de 4 horas por dia na sala de sua casa ou ainda que 40% das cozinhas em Portugal têm televisão, são aspectos que valorizam muito esta vivência em casa e da casa, pelos portugueses.

Estes dados implicam, quase que de forma automática, a que também nós reflictamos sobre aquilo que são os nossos hábitos em casa e de que forma a vivemos normalmente. E esta reflexão, esta introspecção sobre aquilo que somos, fazemos e criamos em casa, que vai estabelecer um laço tão íntimo e carinhoso com esta exposição.



No fundo, para primeira impressão, senti que a exposição acaba por ser uma extensão daquilo que se vive na loja. O que é óptimo, para mim. 

Adoro percorrer os corredores e todas as secções da loja, entrando em todos os espaços e ambientes, com muita pena de não poder fotografar aquele pormenor ou aquela solução de decoração. Só que aqui posso. Na exposição pude fotografar à vontade, viver o espaço de outra forma, intercalar as informações expostas com os objectos dispostos. É uma nova porta que se abre, ao fantástico mundo Ikea (dá para perceber como me encaro como uma entusiasta da marca e conceitos, desde sempre, não dá?).


A exposição é portanto (e sem me alongar muito, já que a mesma merece ser vista — ou revista — pelos vossos próprios olhos), acaba por ser um percurso integrado numa bonita casa portuguesa, onde podemos deambular livremente entre a sala, o quarto, a cozinha, enfim (...) identificarmo-nos com as divisões favoritas e conhecer um pouquinho mais sobre as trivialidades estudadas nas casa dos portugueses e os próprios objectos Ikea.

Numa das áreas expositivas, há ainda uma abordagem visual e muito prática daquilo que são os cinco princípios básicos da marca: forma, função, qualidade, sustentabilidade e preço. E estes são, no fundo, cinco das premissas mais importantes em qualquer projecto de design. Um assunto que me é bastante próximo, portanto. 


Um dos aspectos mais interessantes neste universo Ikea condensado numa bonita exposição no MUDE foi, sem dúvida (e como já havia referido), a dita introspecção. Dei por mim a pensar nos meus hábitos e vivências em casa. Se por um lado, fujo à estatística da televisão na cozinha, por outro lado encaixo (na perfeição) nos 82% que têm bidé na casa de banho.

Sabiam ainda que 11% das crianças e jovens preferem fazer os trabalhos de casa na cozinha? 


E sabiam ainda que 70% dos vossos convidados espreitam o interior do armário da sua casa de banho? É incrível pensar nisto.


Porque esta sugestão tinha que ser partilhada. Porque já o deveria ter sido, mas que (mesmo tarde) vai sempre a tempo. Porque é dose rica de inspiração para uma nova semana de trabalho que entra. Porque acaba por vos dar ânimo para alcançarem o final de semana e poderem, por fim, descansar e passear.

Porque os dias têm passado a correr e as semanas escorregam-me dos dedos, porque tenho saudades deste cantinho e sinto falta de lhe poder direccionar mais energia e dedicação e porque agora (só agora) posso dizer que terminei o meu Mestrado. E foi com saída brilhante. E um tanto ou quanto angustiante.

Sinto-me na obrigação de vos explicar esta ausência de (mais de) uma semana: acontece que a minha defesa de Tese foi antecipada para um semana o que acabou por transtornar quaisquer planos iniciais. Ainda assim, superei a falta dessa semana e fui defender a tese (finalmente!), na passada quarta feira, terminando assim o meu Mestrado em Design de Comunicação.

É com um sorriso no rosto e um obrigada sincero que vos agradeço o apoio e carinho constante, frisando um especial agradecimento por continuarem desse lado, a apoiar-me e gostarem das coisas que vou partilhando. É um trabalho de equipa, este que por aqui se vai fazendo. É trabalho meu, é trabalho dele, mas é (sobretudo) trabalho vosso. E por isso, obrigada!

E como trabalho, felizmente, é coisa que tem chegando com bastante fluência, para os meus lados, resta-me agradecer a abraçar esta nova etapa da minha vida! Vamo'nessa.

15 comentários

  1. que bela exposição, tão bem organizada! you go ikea

    ResponderEliminar
  2. Linda!! Adorei toda a forma clara como explicaste esta exposição. Infelizmente não posso visitar este espaço, mas adoro todo o conceito que o Ikea aborda e sim! Também penso muito na forma como eles olham para os espaços e pensam em nós acima de tudo. As estatísticas não mentem, tenho tv na cozinha e bidê na casa de banho (embora não goste de bidês). Parabéns pela defesa da tua tese e início de uma nova etapa da tua vida!! Muito sucesso é o que eu te desejo do fundo do coração! Beijinhos!!

    Adoro a foto do vaso verde e o seu reflexo na mesa, ficou fantástica! <3

    cleniadaniel.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito das imagens que captaste da exposição. Gosto muito do conceito do Ikea. E quanto às gamas, a Stockholm é a que me deixa a mini hiperventilar. Quanto ao teu blog, que já o sigo praticamente desde o inicio, fico muito contente por saber que ele está a crescer cada vez mais, que através dele tem chegado mais trabalho e reconhecimento por parte de quem te segue. Quer dizer que vale sempre a pena fazermos o que gostamos e correr atrás...e eu tenho de me mentalizar disso asap! Felicidades ;)

    ResponderEliminar
  4. Opá que máximo essa exposição, apetece-me tanto vê-la! O ikea tem uma forma muito própria de apresentar os seus produtos :)
    Sara obrigada pelo teu comentário, gostei mesmo muito :)

    ResponderEliminar
  5. O Ikea fará sempre parte do meu dia-a-dia e a exposição está mesmo bonita! A maioria dessas coisas tenho-as cá por casa, e sei que muitos outros portugueses e não só também terão... famílias, solteiros, enfim, uma imensidão :) beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  6. Adorei a tua ''fotoreportagem''.
    De uma descrição intensa, as fotos incriveis!
    Conseguiste mesmo passar a vontade para quem está aqui deste lado, de ir ver a exposição e reflectir nisso tudo que tu já referiste!
    Excelente post!

    ResponderEliminar
  7. Ainda hoje estive na IKEA, é uma loja que na verdade não é o lugar qu emais gosto de visitar, mas adoro sempre muita coisa do que por lá está.

    Ando a construir ainda o meu espaço de maquilhagem e de tempos a tempos vou lá buscras os complementos. Para além de gostar de me sentir bem em casa, sentir me bem no otrabalho também é muito importante!

    With love,
    The pink lemonade

    ResponderEliminar
  8. Gostei imenso deste artigo! A Ikea tem sempre produtos e oportunidades muito boas.

    Beijinhos,
    http://mrswonderlandby2.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Adorava ter ido! Sou simplesmente apaixonada pela ikea e compro lá tudo para a minha casa!
    Beijinhos,

    http://apenultimabolachadopacote.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Ai amei este post!!! ja tinha saudades de comentar aqui, como sigo a tua pagina facebook vejo sempre os teus posts fantasticos, sabes que continuo fa da tua pagina isso nao mudou o que mudou fui eu e podes ver o porque de nao estar tao presente na blogsfera estes ultimos 2 meses. Podes ver no meu ultimo post. :) Mais uma vez amei este post, gosto imenso do ikea. Deve ter sido uma exposisao fantastica.
    Beijinho de Toronto
    claudiapersi.blogspot.ca

    ResponderEliminar
  11. Muitos parabéns pela conclusão com sucesso da Tese!
    Este post está fantástico!
    Um beijinho
    Helena
    Cooking

    ResponderEliminar
  12. Olha eu ali de costas!!! Mega apanhada! :)

    Foi uma manhã muito bem passada e foi giro poder aproveitar aquele bocadinho contigo. Está, sem dúvida, uma exposição muito gira e que vale a pena visitar!

    ResponderEliminar