Social icons

pela baixa

30 dezembro 2012

num dia frio de Dezembro. De todas as vezes que lá vou, em passeio ou obrigação, a ida à Baixa no Natal é desde sempre uma tradição. O percurso já há muito está estudado, sempre a mesma rota, sempre no Natal. A aventura de ir de comboio, que por uma única vez no ano se revela mágica, leva-nos ao Cais do Sodré, e embaladas pela brisa - ou pelo cheiro das castanhas assadas - nos leva em frente. Rua do Arsenal, Praça do Município, cortar entre as sombras dos históricos edifícios e estamos na Rua Augusta. As decorações e iluminações de Natal permanecem adormecidas, pela manhã que acaba de começar.


A primeira paragem, a obrigatória desde que me lembro, é um pequeno-almoço na Confeitaria Nacional, onde é imperativo comer uma empadinha de vitela - para mim, a mais deliciosa especialidade da casa!

Seguimos até à única igreja onde gosto de me sentar, em silêncio, e agradecer. A igreja onde fui baptizada. Todos os anos oiço a história, todos os anos é a mesma. Mas não me importo. Sorrio e oiço-a a contar de como foi bonito, de como os sinos tocaram, de como as senhoras de idade se dirigiram à igreja ver quem era o bebé abençoado, naquele dia 21 de Dezembro de 1991.

O passeio continua, ora cá, ora lá, correndo a baixa de ponta a outra, parando e conversando, sorrindo. Desta vez, a Praça do Rossio foi o cenário ideal para registar alguns momentos através de fotografias, que serão guardadas para sempre. Andámos, subimos, descemos, parámos.

E já é de tarde. Fomos aproveitar para provar algumas das muitas delícias que a Eric Kayser tinha de oferta, tão reluzentes e apetitosas na montra. O espaço era novo para mim e adorei o ambiente, o atendimento e a qualidade do serviço, assim como a deliciosa oferta! Senti quase que estava novamente em Paris. E por falar em Paris, quando subíamos a Rua Garret em direcção ao Largo Camões, foi inevitável não nos deslumbrarmos com a recuperação e restauro de uma das mais antigas ourivesarias de Lisboa, agora transformada e muito bem aproveitada pela Marca Tous.

Tivemos o privilégio de uma visita guiada pela proprietária que nos contou um pouco da história de outros tempos, até aos dias de hoje. E vale a pena ir ver! Parece que um pedacinho de Versalhes chegou a Lisboa, um conto mágico. Em tons rosa.

Aqui vos deixo, neste post, alguns detalhes do meu conjunto para esse dia de passeio. Os detalhes da nossa aventura, ficaram no post anterior. Espero que gostem!


1 comentário

  1. Adorei o look!! Muito elegante e as fotos estao fantasticas*

    http://girls-stuff-11.blogspot.pt/

    ResponderEliminar